Bases De Dados Relacionais e Orientadas A Objetos

Big Data & Small Data

Bases De Dados Relacionais e Orientadas A Objetos: É evidente que o marketing digital é decisivo para o mercado atual. Como prova deste fato, cada vez mais marcas e empresas estão inclinadas a realizar uma transição completa dos modelos de negócios tradicionais para alcançar uma sólida notoriedade digital. No entanto, deve-se ressaltar que a qualidade da base de dados de uma empresa é um fator determinante para o sucesso da campanha de marketing online.

A era tecnológica serviu de trampolim para PMEs e grandes empresas conseguirem estruturar a magnitude das suas informações de acordo com os tipos de dados dos seus nichos comerciais. Esse cenário permite criar um sistema de base de dados personalizado capaz de impactar aquele público que demonstra real interesse pelos produtos ou serviços oferecidos.

É claro que cada empresa deve estabelecer o modelo de base de dados ideal para a sua trajetória de negócios. E é que, até o momento, várias classificações surgiram com a intenção de cumprir os protocolos de recolha, administração e manutenção segura de dados.

Dependendo da estrutura da base de dados, é possível testemunhar várias vantagens e desvantagens da sua execução. Portanto, é imperativo estabelecer quais são essas características que permitem definir o design da base de dados. Dentro deste campo, bases de dados relacionais e orientadas a objetos são altamente valorizados para o big data de grandes empresas e PMEs.

Interessado em como esses modelos de banco de dados diferem? Conheça todos os detalhes para definir qual deles melhor se adequa aos seus objetivos de posicionamento comercial.

Bases de dados relacionais VS bases de dados orientadas a objetos

Desde o início, uma base de dados nada mais é do que um sistema criado com a intenção de armazenar, estruturar e organizar diversos tipos de dados. Portanto, tornou-se a ferramenta mais adequada para lidar com grandes quantidades de informações de clientes com segurança e eficiência.

Falamos de base de dados relacionais para nos referirmos aos sistemas que andam de mãos dadas com o modelo relacional. Especificamente, os dados estão relacionados entre si, sem que haja uma certa hierarquia entre eles.

Graficamente, consiste num conjunto de tabelas ou relacionamentos em que cada tabela contém linhas que aparecem como registos. Da mesma forma, as colunas representam os campos de informação ou atributos dos referidos registos (nome, endereço, nacionalidade, entre outros). Este modelo é identificado com uma chave primária ou principal localizada na primeira coluna que é única e garante a organização da informação.

Por sua vez, o tipo de base de dados orientado a objetos consiste em diferentes blocos ou objetos onde os arquivos de informação são agrupados, portanto, carece de tabelas. Cada bloco contém uma etiqueta de identificação; no entanto, a sua localização não está relacionada às informações no seu conteúdo.

bases de dados relacionais

Diferenças chave entre bases de dados relacionais e bases de dados orientadas a objetos

Agora que já conhece uma definição geral de ambos os modelos de dados, é importante investigar os principais aspectos que permitem diferenciá-los:

Sistema de armazenamento de dados

Se tiver interesse em agrupar dados de clientes para como crirar uma estratégia de funil de vendas?, é necessário entender que cada um destes sistemas de geração de bases de dados diferem na sua modalidade de armazenamento de informações.

As bases de dados relacionais são caracterizadas por agrupar informações de forma independente em cada arquivo. Por sua vez, as bases de dados orientadas a objetos utilizam identificadores para cada bloco e por meio de ferramentas de indexação é possível localizar páginas específicas dentro do disco.

Volume dos dados agrupados e restrições

O volume de dados está diretamente ligado ao seu nível de complexidade. Dito isto, as bases de dados relacionais geralmente não são tão complexas, portanto, o volume de dados agrupados é menor. Da mesma forma, graças ao uso de chaves, este modelo oferece integridade referencial e de identidade em relação às suas colunas e linhas.

No entanto, bases de dados orientadas a objetos oferecem um mecanismo estrutural com maior liberdade. Essa condição permite que um maior volume de dados seja armazenado em arquivos de diversos formatos. Obviamente, dependendo da estrutura e do volume, esse modelo inclui uma variedade de restrições e permissões que tornam os dados seguros.

Diversidade dos dados agrupados

Este é outro recurso importante entre um sistema de geração de bases de dados e o outro. Especificamente, nas bases de dados relacionais é possível agrupar apenas uma categoria de informações ou dados de cada vez.

No entanto, o modelo estrutural de bases de dados orientadas a objetos favorece o armazenamento de dados variados por meio de um processo simultâneo, o que permite integrar um maior volume de informações.

Modelo de Linguagem de Manipulação de Dados 

Todo sistema de geração de bases de dados oferece um modelo de linguagem através do qual é possível que os utilizadores acedam aos dados para consultas ou modificações. Isso é conhecido como Linguagem de Manipulação de Dados ou DML.

Os bancos de dados relacionais usam a Linguagem de Consulta Estruturada, ou SQL. Por sua vez, incorporam programas exclusivos, por exemplo procedimentos armazenados do SQL Server que permitem executar instruções que já estão armazenadas anteriormente sem a necessidade de retornar ao protocolo de compilação de informações.

Por outro lado, nas bases de dados orientadas a objetos, a linguagem para manipulação de dados é estabelecida com base na linguagem de programação executada.

bases de dados relacionais

Tips para saber qual é a base de dados ideal

Agora que já conhece as diferenças mais relevantes entre os dois sistemas de bases de dados, tenha em consideração as seguintes recomendações para que possa escolher o modelo que melhor se adapta à sua empresa:

Vai precisar de avaliar a magnitude dos dados que deseja agregar, gerar e controlar. Esta ação permite determinar qual é o modelo de base de dados mais adequado antes de investir cegamente.

Verifique qual o nível de controle que a empresa deseja ter sobre as informações e a estabilidade a longo prazo dos dados.

Lembre-se que as bases de dados relacionais apresentam um modelo de organização mais rígido, tornando as informações consistentes e transferíveis. Por outro lado, as bases orientadas a objetos são um pouco mais flexíveis, pois não são tão rígidas; isso reduz a sua capacidade de consistência.

Avalie a diversidade de dados e arquivos que deseja gerar na base de dados. Especificamente, as bases relacionais admitem apenas uma categoria de arquivos de cada vez, enquanto que nas bases orientadas a objetos é possível agrupar diversos arquivos num mesmo objeto ou bloco.

Por fim, é necessário ter em consideração o tempo de execução da base de dados. Assim, para aquelas empresas que desejam lidar com a geração de dados em pouco tempo, as bases de dados orientadas são ideais devido à velocidade de execução. Por outro lado, bases de dados relacionais requerem mais tempo de implementação devido à rigidez da sua estrutura.

Em suma, dependendo do tamanho da sua empresa e das diversas ações digitais que deseja realizar, deve selecionar o modelo de base de dados mais eficiente que garanta a segurança da informação.

¡No puedes irte aun!

Mira lo que tenemos para ti:

Qui c’è un altro articolo che ti può interessare!

Não pode sair ainda!

Veja o que temos para si:

You can’t leave yet!

Check what we have for you:

Share via
Copy link
Powered by Social Snap

Nosso site usa cookies e, assim, coleta informações sobre sua visita para melhorar nosso site (por meio de análise), mostrar a você conteúdo de mídia social e anúncios relevantes. Por favor, consulte nossa página para mais detalhes ou concorde clicando no botão 'Aceitar'.

Cookie Settings

Configurações de cookies

Abaixo você pode escolher quais tipos de cookies permitem neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

NecessáriaNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que seu site funcione.

AnalíticaNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de a.o. a usabilidade.

Social mediaNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e FaceBook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

PublicidadeNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OtherOur website places 3rd party cookies from other 3rd party services which aren't Analytical, Social media or Advertising.